0000009677 dominio publico

periódicos

siape

EduCafé

Aprocam apresenta a região da Mantiqueira de Minas e o trabalho de certificação de Indicação de Procedência para os cafés especiais no EduCafé

 

A Mantiqueira de Minas é uma região geográfica com notória e reconhecida capacidade de produzir cafés especiais. Localizada na Serra da Mantiqueira – Face Minas Gerais, abrange 25 municípios com produção de cafés em altitudes de 900 a 1.400m.

imageA criação da Mantiqueira de Minas e sua evolução como Indicação Geográfica surgiu da iniciativa da Associação dos Produtores de Café da Mantiqueira de Minas –  Aprocam, que foi decisiva para a transformação dessa região como produtora de cafés especiais e mundialmente premiados a partir do ano 2000. Houve um intenso trabalho de busca e aplicação de técnicas mais modernas e adoção de boas práticas no trato com o café, desde as lavouras e especialmente no pós-colheita, que refletiram na preservação da qualidade da bebida obtida nos cafés da montanha.

A Aprocam é presidida pelo Sr. Antônio José Junqueira Villela e as ações de qualidade são comandadas por Lília Maria Dias Junqueira, que realizaram a palestra no Campus Avançado Carmo de Minas. A entidade representa, controla e promove a Mantiqueira de Minas por meio da Cocarive, Cooper Rita, Coopervass, Sindicato Rural de Carmo de Minas e SindRRita.

As premiações alcançadas, o mapeamento das características exclusivas da região e a dedicação ao projeto traçado são fatores que levaram a Aprocam a conquistar a Indicação de Procedência (IP) para os cafés especiais, que recebem um selo de qualidade. O próximo passo é finalizar a conquista da Denominação de Origem (DO), que trará o reconhecimento mundial aos cafés especiais para a Indicação Geográfica da Mantiqueira de Minas. O selo de qualidade DO traz alta valorização para os produtos e contribuirá positivamente para fortalecer toda a cadeia produtiva do café especial na região.

Os números da Mantiqueira de Minas impressionam! Exporta-se café para 15 países, já foram emitidos 100.000 selos de qualidade para café verde e 77.000 para café torrado/moído, para 170 produtores que utilizam a IP. Empregam-se critérios rigorosos que os produtores precisam cumprir para conquistarem o selo de Indicação de Procedência.

“As conquistas da Mantiqueira de Minas foram possíveis porque os produtores acreditaram na capacitação como forma de melhoria dos seus negócios e pelo envolvimento de entidades* sérias que realizaram o trabalho que levou à conquista da Indicação Geográfica”, informaram Antônio Villela e Lília Junqueira. Eles acreditam que o IFSULDEMINAS será muito importante para dar suporte ao avanço do desenvolvimento regional através da cafeicultura, tanto pela infraestrutura do Campus Avançado Carmo de Minas quanto pelas iniciativas como o EduCafé, que preparam os jovens para atuarem no mercado de cafés especiais.

* Embrapa Café, IAC, IMA, EPAMIG, UFLA E UNB desenvolveram, junto com a Aprocam, o “Protocolo de identidade, qualidade e rastreabilidade para embasamento da Indicação Geográfica dos cafés da Mantiqueira” em 4 anos de trabalho de pesquisa e extensão.

EduCafé – ações educativas em café está apresentando a cadeia do café especial aos alunos do Curso Técnico em Alimentos e aos técnicos em alimentos formados no Campus Avançado Carmo de Minas.
Palestras são proferidas por profissionais especialistas em cada tema, representando empresas e instituições da região, o que fortalece a formação de mão de obra pelo Campus Avançado Carmo de Minas e o contato dos alunos e técnicos em alimentos com o mercado de trabalho.


Confira as fotos!

Texto e fotos: Lílian Vanessa Silva
Publicado em 21 de maio de 2018.